segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Eu, o coerente?

No rescaldo de uma troca de missivas com um académico acerca do meu passado político fui dar uma vista de olhos a algumas entrevistas que dei há meia dúzia de anos e textos antigos, realmente como volta e meia afirma o meu actual camarada Filipe Barroso, "os valores base não mudam": ao longo do meu percurso sempre defendi o federalismo europeu, primeiro nas entrelinhas de alguns textos e, desde 2008, de modo explícito e aberto. Nem eu próprio me tinha apercebido dessa coerência (como sabem, por norma critico a "coerência", já a denunciei em vários textos, uma pessoa "coerente", a meu ver, só demonstra uma incapacidade de aprender, mudar e aperfeiçoar os seus ideais). Quem diria, afinal tenho sido coerente e consistente e muito o devo ao exemplo do meu falecido camarada e conterrâneo José Medeiros Ferreira.

Leave a Reply